loader image

Nossas
Novidades

A contribuição da indústria da moda para a economia

Por Define Design

Comprar um vestido que desejamos de uma marca famosa ou ofertar itens diversos nesse segmento faz parte da dinâmica das atividades econômicas de um país. A indústria de moda hoje representa mais de 5% do Produto Interno Bruto (PIB) no Brasil.

Por tudo isso, a moda é um ramo de atuação que gera empregos, renda e ajuda a desenvolver o país. Neste artigo, vamos conhecer mais em profundidade como acontece esse fenômeno e como essa cadeia produtiva pode ser ainda mais explorada para gerar riquezas.

Siga a leitura para mais informações.

O segmento da moda no Brasil

Quando falamos de moda, o Brasil está em vantagem. Temos uma extensa cadeia produtiva que vai desde a plantação do algodão à produção diversificada tanto para o mercado interno e externo.

Ainda temos uma das Semanas de Moda mais prestigiadas do mundo, concorrendo diretamente com outros grandes players mundiais, como Paris e Nova York.

Observe esses números do setor proporcionados pela Associação Brasileira da Indústria Têxtil e da Confecção – ABIT.

  • O faturamento em 2020 girou em torno de R$ 185 bilhões.
  • Uma média de 9,04 bilhões de peças produzidas
  • São aproximadamente 1,5 milhões de trabalhadores direto e uma média de 8 milhões indiretos
  • São 25,5 mil empresas formais em todo o país.

Sem dúvida, os números são gigantes e só mostram a força desse segmento. Por isso mesmo, o trabalho pulverizado das milhares de empresas deve ser valorizado e entendido como fruto de uma importante engrenagem.

Diferenciação de mercado

Já dissemos que são muitas empresas de moda. Todas elas investindo forte para atender os desejos de consumo de seu público para que essa roda da economia continue girando e se alargando. Portanto, compreender o desejo do consumidor, suas ânsias e tendências, é vital para se manter nesse ecossistema.

Pequenas, médias ou grandes empresas devem trabalhar para encontrar formas de diferenciação no mercado. Especialmente para atender às demandas exigentes do público que é ávido por novidade, mudanças e atualizações.

Afinal, estamos falando de uma das indústrias mais dinâmicas do mundo, em que coleções são lançadas quase que semanalmente, haja vista o modo de funcionamento das fast fashion.

A cadeia produtiva

Uma das formas de se diferenciar é ativando a cadeia de fornecedores especializada a dar suporte aos empreendedores de moda. Estamparias, design, acessórios e etiquetas podem ser um bom começo de como ofertar produtos que despertem o interesse do consumidor e sacie a vontade de novidade e atualização.

O consumo no segmento de moda é fortemente movido pelo lado emocional, despertando desejos e instintos de beleza, status, glamour ou luxo. Em qualquer um destes aspectos, diferenciar-se no mercado é uma solução sustentável.

A Define Design é uma grande aliada ao segmento de moda. Nossas etiquetas emborrachadas são percebidas como um destaque que renova, embeleza, diferencia e dá personalidade às marcas. É por estes motivos, sempre se reinventando, que a indústria da moda é fundamental para o desenvolvimento da economia local e mundial.

E o que sua empresa tem feito para continuar participando ativamente desse mercado? Converse com a Define para pensarmos juntos soluções criativas e valiosas para a sua marca.