loader image

Blog

Moda: um mercado que se reinventa dentro e fora das passarelas

Moda: um mercado que se reinventa dentro e fora das passarelas

O ano de 2020 começou com toda a empolgação de uma nova década, mas se transformou em um desafio para muitos mercados, dentre eles, o da moda. A pandemia causada pela Covid-19 trouxe mudanças de comportamento, convivência e consumo, pegando muitos setores de surpresa, e com isso os lançou numa corrida para entender e atender melhor seus clientes. 

Uma das maiores empresas mundiais de previsão de tendências, a WGSN, identificou 03 desafios básicos para o mundo da moda: 

  • Espalhar gentileza; 
  • Mudar com propósito; 
  • Gerar confiança e reforma social. 

Ainda segundo a WGSN, os dados de pesquisas mostram que a tendência de consumo à distância acelerou durante a pandemia, fato que não surpreendeu a ninguém, mas que se refletiu de forma impactante nas empresas, pois dessa forma os clientes têm pouco ou nenhum contato com o espaço físico delas.  Além disso, as visitas ao site e buscas por produtos também diminuíram e muitas pessoas estão preferindo comprar em lojas mais próximas de sua casa, mesmo que seja online. Para quem já funcionava como E-Commerce 100% digital não houve mudanças significativas, já os serviços de delivery tiveram um boom na procura. 

No mundo da moda a adequação das marcas é a principal dificuldade, pois mesmo que as formas de consumo venham mudando para o digital há anos, muitas empresas ainda mantém o foco nas vendas presenciais em grande parte dos casos e a nova relação à distância tem sido desafiadora. E é aí onde entra a necessidade de ter uma estratégia de vendas e marketing poderosa que gere identificação e proximidade com o cliente e também demonstre empatia e interesse genuíno no bem-estar do consumidor. 

Mudança com propósito

É aqui que entra o desafio número dois da WGSN: a mudança com propósito. Um bom exemplo disso está nas marcas como Stella Artois e Heineken que lançaram campanhas de ajuda a negócios locais. Esse incentivo de ajuda ao pequenos proprietários gera maior interação online com foco no bem comum, além de ganhar mais a confiança dos seus consumidores. 

Algumas formas interessantes de abordar essas melhorias é levar ofertas de produtos que reduzam o risco de contágio, realizar campanhas de compartilhamento de recursos, criar horários especiais para atender ao grupo de risco e dar mais atenção à socialização online. O mundo da moda precisa encontrar seu espaço online, conectando-se e comunicando ao cliente com transparência. 

Maior credibilidade = mais consumo

Freelance business women casual wear using laptop working call video conference with customer in workplace in living room at home. Happy young Asian girl relax sitting on desk do job in internet.

As redes sociais são ferramentas poderosas para criar conexões online, campanhas e também para encaixar o terceiro desafio da WGSN: geração de confiança e reforma social. Nada disso é possível sem que haja credibilidade e as redes sociais são uma excelente forma de iniciar esse processo. 

As dicas essenciais para as empresas do mundo da moda são:

  • Criar experiências de atendimento rápidas e eficientes;
  • Facilitar pagamentos através de links;
  • Facilitar medidas e a determinação tamanhos online;
  • Agilizar o sistema de entregas com as medidas sanitárias necessárias;
  • Facilitar e agilizar as trocas de produtos;
  • Criar ofertas que focam nas necessidades do consumidor;
  • Preocupar-se com a saúde do consumidor de modo real e ativo.

Todas essas mudanças são muito importantes para mudar a percepção que o consumidor tem de certa marca e fazem toda diferença no resultado final, pois as pessoas se sentem confortáveis comprando produtos de marcas que tem compromisso social.